sexta-feira, janeiro 19, 2007

quinta-feira, janeiro 18, 2007

">View blog reactions

Technorati Profile

Technorati Profile

domingo, agosto 13, 2006

Aula de Web - Ago/06 - 7° Semestre

O que eu aprendi com isso?

A Interatividade é uma tendência da publicidade.

A Internet facilita essa interação que garante experiências diferenciadas entre o consumidor e a marca.

Para ler, clique aqui e arraste.

Interação: o futuro da publicidade

30 segundos no rádio, página dupla em uma revista de grande circulação, intervalo de uma novela com um alto ibope. A comunicação de massa parece estar se saturando. Qual a eficácia dessas mídias nos dias de hoje, em que as pessoas têm cada vez mais fontes de informação? Como garantir que a TV ligada não está apenas funcionando como um som de fundo enquanto o consumidor navega na Internet?
Com base em algumas leituras e os resultados dos principais prêmios de publicidade, Cannes principalmente, nota-se uma tendência na comunicação. Dois grandes problemas afligem a publicidade atual: o primeiro é a saturação das mídias tradicionais e, o segundo, são as “pessoas multimídias” - uma pesquisa recente mostrou que a maioria dos jovens estão conectados à três mídias simultaneamente: TV, celular e Internet. Com isso, é preciso abordar o consumidor de uma outra maneira, procurando fazer, principalmente, que ele tenha uma experiência com a marca, sem necessariamente, ele já ter consumido algum produto da mesma.
Isso explica o crescimento rápido dos investimentos na publicidade na Internet. O meio Interativo permite que a pessoa tenha uma experiência com a marca, seja através de advergaming ou através de um site em que você monta o produto exatamente como o consumidor gostaria.
Mas a Internet é apenas uma parte da comunicação. Para cativar o consumidor, a comunicação hoje deve ser integrada e interativa. Um ótimo exemplo disso é o adesivo que uma Ong contra o câncer de mama colocava em frutas nas vendas. Para escolher as melhores frutas, o consumidor costuma apertá-las. Quando ele a apalpava, via o adesivo: “Viu como é fácil fazer o auto-exame? Acesse o site e saiba mais”. De uma maneira simples e criativa, esse adesivo levava o consumidor ao site, assim como o filme na TV e os anúncios nas revistas.

Leitura do dia 13.07.2006 - Long Tail

O que eu aprendi com isso?

As novas maneiras de consumo farão com que a publicidade se desdobre ainda mais. A Internet tem se mostrado uma tendência difícil de se ignorar, existe um mercado muito grande neste meio que só está aguardando idéias criativas para aparecer.

Enfim grandes

O mundo dos negócios vem mudando radicalmente desde que a Internet despontou como uma ferramenta essencial na vida dos consumidores. Novas formas de consumo estão surgindo, pequenos nichos estão ganhando poder frente as grandes corporações que até então eram imbatíveis.
Com base neste cenário, Chris Anderson desenvolveu a teoria do Long Tail, em que os grandes ocupam o topo, mas um pequeno espaço, enquanto os nichos são pequenos e infinitos.


Um exemplo prático dessa teoria é a mudança que a indústria fonográfica está passando. Baixar uma musica da Internet é muito mais prático, rápido e barato do que comprar os novos lançamentos de todas as aquelas bandas que gostamos. A prova disso foi o estudo de consultoria da Nielsen. Ele mostrou que a venda de música digital cresceu 77% nos Estados Unidos.
Com a televisão, não poderia ser diferente. A audiência está diminuindo vertiginosamente e as grandes emissoras estão perdendo espaço para a Internet, que garante o mesmo divertimento da TV, porém, com assuntos, programas, matérias que nos interessem, sem intervalos comerciais ou merchandising.
Com isso, essa ferramenta de mídia, diversão e entretenimento está quebrando o nosso condicionamento de pensar que tudo que é maior, mais caro ou mais famoso é melhor. A sociedade está com um grande poder de escolha em suas mãos, a busca por novidades se torna muito mais fácil pela Internet e é isso que a nova geração está procurando. Existe um mercado imenso nesse meio, cabe às empresas saber utilizá-lo de uma maneira interessante e inteligente.

Aula de Redação Publicitária - Nov/05 – 5° Semestre

O que eu aprendi com isso?

Analisar uma peça com a visão de planejador. Acompanhar o caminho criativo desde partindo do anúncio final e chegando na estratégia de planejamento.

http://www.pederneira.com/kris/mm.ppt

Leitura do dia 07.11.2005 - Stalimir Vieira - Propaganda & Marketing.

O que eu aprendi com isso?

Grandes empresas esquecem das teorias de Freud e Jung quando se deparam com uma pesquisa de comportamento. Não se pode simplesmente ignorar o aprendizado das ciências humanas na hora de tomar atitudes decisivas relacionadas ao consumidor.


Pesquisas

Muitas empresas investem seus esforços em pesquisas relacionadas ao comportamento do consumidor. Segundo elas, é importante identificar os hábitos e atitudes do consumidor para tomar decisões estratégicas. Essas teorias são defendidas por profissionais e estudiosos de marketing, tais como, Philip Kotler e David Aaker.
Existem alguns profissionais que defendem teorias sobre o comportamento humano utilizando-se de estudos sobre o behaviorismo, condicionamento, individualidade, tais como, Freud, Jung, Weber que são muito respeitados durante o nosso período acadêmico, mas que acabam sendo esquecidos no momento da tomada de decisão.
A pesquisa é mais confiável que as aulas de filosofia, psicologia, antropologia e sociologia. É a principal fonte de informação nas tomadas de decisão de uma empresa, todos seguem o manual básico dos MBAs, esquecendo-se das ciências humanas. Mas não se pode culpar esses profissionais, eles acabam entrando em um círculo vicioso de verdades engessadas com pouco espaço para questionamento.
Para concluir, um exemplo atual: antes do lançamento da campanha do Unibanco, os respeitados empresários gastaram muito dinheiro fazendo pesquisas quantitativas, qualitativas, “focus groups”, para entender que – obviamente - um banco, assim como todas as instituições financeiras, não possuem uma boa imagem junto ao consumidor.

Projeto de Integração Interdisciplinar – Jun/05 – 4° Semestre

O que eu aprendi com isso?

Conhecer todo o processo é sinônimo de melhores resultados.
Estudar o mercado, o produto, a concorrência, enfim, os 4Ps de marketing auxiliam no desenvolvimento não só da estratégia de marketing, mas também, na de comunicação.
A integração das ferramentas de comunicação garante um impacto maior nos consumidores e nos resultados da empresa.


http://www.pederneira.com/kris/clorets.ppt

http://www.pederneira.com/kris/pi.doc

Oficina ESPM - Planejamento e Criação – Set/04 – 3° Semestre


O que eu aprendi com isso?

Um bom projeto tem que ter um bom briefing.

O planejamento estratégico é responsável por passar informações necessárias para a elaboração de uma campanha, para a equipe de criação. Um bom briefing deve conter além de informações sobre o cliente e o produto, caminhos estratégicos para direcionar a criação.

Briefing Ford Fiesta



Cliente: Ford

Produto: Ford Fiesta

Peça / formato : revista página simples (21 x 28cm)

Prazo: 31/05/2004

Fato Principal: A Ford está lançando o novo Ford Fiesta com um design diferenciado. Um veículo de passeio com um excelente desempenho, conforto e segurança.

Problema da comunicação: O design do carro segue o conceito New Edge, com linhas arrojadas e robustez, que não agrada visualmente o público alvo.

Objetivo da comunicação: Fazer com que o público reconheça o Ford Fiesta como um carro diferenciado que apresenta um design moderno e arrojado.

Estratégia: Abordagem emocional enfatizando o objetivo da comunicação.

Público-alvo: Homens e mulheres que buscam automóveis que apresentem um design moderno de custo pouco acima de um carro popular.

Concorrência: Com o novo design o Ford Fiesta passa a concorrer diretamente com o novo Corsa da GM.

Promessa básica: O novo Ford Fiesta é um carro diferenciado, potente que está acima dos carros populares não só pela sua excelente performance mas também pela segurança que só a Ford oferece.

Justificativa: A cada ano são lançados inúmeros carros no país, a concorrência está cada vez maior, é preciso oferecer um diferencial para os consumidores.

Instruções para criação(Obrigatoriedade): Formato, marca e/ou logomarca, slogan.

Mensagem Principal: Jovem como você.